PreservaSP

Nossos temas => Patrimônio Histórico e Urbanismo => : Tatiane Cornetti 01/April/2012, 07:48:33 PM



: Demolida casa que era alvo de tombamento
: Tatiane Cornetti 01/April/2012, 07:48:33 PM
Demolida casa que era alvo de tombamento
Incorporadora não foi incluída em liminar que protegia imóvel em Pinheiros até que Conpresp desse parecer

TIAGO DANTAS / JORNAL DA TARDE - O Estado de S.Paulo

Decisão judicial e mobilização de moradores não foram suficientes para impedir a demolição do casarão no número 740 da Rua João Moura, em Pinheiros, zona oeste da capital. O imóvel foi derrubado na madrugada de ontem. Agora, os vizinhos pretendem brigar para que os cerca de 2 mil m² de área verde do terreno sejam preservados.


Liminar concedida pela 8.ª Vara de Fazenda Pública da capital na segunda-feira impedia qualquer interferência no casarão até que o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental (Conpresp) avaliasse se iria abrir processo para tombar o imóvel. A Justiça notificou seis pessoas citadas no processo como proprietárias do terreno.

A incorporadora Helbor, que pretende construir um empreendimento comercial no local, não está nessa lista e informou ontem que não foi notificada judicialmente. Por isso, prosseguiu com a demolição do imóvel. A empresa alegou, ainda, que recebeu todas as autorizações necessárias da Prefeitura.

Sobre a posse do terreno, a Helbor afirmou que está em "fase de aquisição". As seis pessoas citadas como proprietárias do imóvel no processo não foram localizadas ontem.

"A demolição foi um crime. Vamos pedir para a Justiça interditar o imóvel até que o Conpresp se pronuncie sobre o processo de tombamento. Vamos tentar preservar a área verde porque o imóvel, infelizmente, foi para o chão", disse Jorge Eduardo Rubies, presidente da Associação Preserva São Paulo.

A associação havia feito um pedido de tombamento do casarão em 1.° de março e entrado com uma ação civil pública na Justiça na segunda-feira.

Responsável pelo tombamento dos Jardins e do prédio que abrigou o Colégio Caetano de Campos, na Praça da República, no centro, o advogado Modesto Carvalhosa acredita que os moradores demoraram para pedir o tombamento do casarão. "É uma pena, mas entraram com o pedido depois que o alvará de demolição havia sido expedido."



Publicado no Estadão (28/03/2012)

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,demolida-casa-que-era-alvo-de-tombamento-,854822,0.htm


Sorry, the copyright must be in the template.
Please notify this forum's administrator that this site is missing the copyright message for SMF so they can rectify the situation. Display of copyright is a legal requirement. For more information on this please visit the Simple Machines website.