PreservaSP
19/Junho/2019, 10:01:48 am *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Prefeitura desocupa edifício Mercúrio  (Lida 5157 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Tatiane Cornetti
Administrator
Membro Master
*****

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 646


Ver Perfil Email
« : 12/Fevereiro/2009, 10:15:16 am »

Prefeitura desocupa edifício Mercúrio, prepara demolição e planeja praça no local

EVANDRO SPINELLI
DA REPORTAGEM LOCAL

A prefeitura concluiu ontem a desocupação do edifício Mercúrio, no centro da cidade. O Mercúrio e o edifício São Vito, já desocupado, serão demolidos para a construção de uma praça, como parte do projeto de revitalização da região central.
O Mercúrio já foi desapropriado, mas um grupo de sem-teto invadiu o edifício novamente em dezembro. No mês passado, a prefeitura conseguiu um mandado judicial para a desocupação do prédio e cumpriu a determinação ontem.
De acordo com o governo municipal, eram 25 famílias de inquilinos ou invasores que ocupavam irregularmente os apartamentos. Na desapropriação, os antigos proprietários receberam indenizações de R$ 25 mil a R$ 35 mil. Os inquilinos ou invasores receberam R$ 2.400, equivalente a cerca de seis meses de aluguel na região.
Estudos da Secretaria Municipal de Habitação apontam que a reforma dos prédios é inviável. Cada apartamento custaria até R$ 90 mil, sendo que atualmente apartamentos populares não custam mais de R$ 50 mil. Haveria ainda o custo de manutenção do condomínio, que não é barato em um prédio de 30 andares com elevador.
A demolição também não vai sair barata: R$ 9,3 milhões, ou o suficiente para construir 186 apartamentos populares.
A licitação para a demolição dos edifícios foi aberta pela prefeitura, mas uma liminar da 14ª Vara da Fazenda Pública suspendeu o processo no início de dezembro a pedido da empresa Dial Demolições e Implosões, interessada no serviço. A empresa aponta irregularidades no edital, como a não-exigência de um engenheiro de minas responsável e a indefinição sobre a destinação do entulho resultante da demolição.
No local, será construída uma praça de 5.400 m2.



Publicado na Folha de S.Paulo (12/02/2009)
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1202200922.htm
« Última modificação: 01/Maio/2009, 11:12:28 am por Tatiane Cornetti » Registrado
neidedickinson
Membro Júnior
**

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 65


Ver Perfil Email
« Responder #1 : 16/Fevereiro/2009, 06:26:39 pm »

Olá !
Eu assisti uma matéria sobre isso em um telejornal da Rede Globo. Sinceramente, achei um absurdo ! Não quero levar isso para a questão política, mas não tem como eu não dizer que a atual prefeitura não está nem ai para os paulistanos, pois eles só fazem o que querem e ponto ! Não consultam ninguém para saber se alguém está de acordo ou não ! Se depender da prefeitura, a especulação imobiliária vai ganhar ainda mais força na cidade e se não fizermos nada para impedir que isso aconteça, correremos o risco de perder o pouco que resta dos nossos prédios históricos ( ou seja, uma memória viva da história da cidade). O que ficará então para as próximas gerações se nada for feito para conter essa onda de demolições???Não ficará nada ! Pois o que conta nos dias de hoje é o lucro, pois "time is money".  O setor imobiliário dá muito lucro, não??? Só que em países da Europa , preservar é fazer dinheiro !!! Quantas cidades inteiras , muito mais antigas do que qualquer cidade brasileira(medievais), Zangado foram restauradas e viraram áreas turísticas??? Ganharam um novo uso, mas a arquitetura original foi preservada ! Por que não fazer isso aqui??? Por que não conciliar arte, cultura , história e negócios Hein È deprimente o que vem acontecendo por aqui e o pior é ver a conivência da prefeitura com todo esse absurdo !!!!
Registrado
neidedickinson
Membro Júnior
**

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 65


Ver Perfil Email
« Responder #2 : 16/Fevereiro/2009, 06:33:59 pm »

Aliás, no caso desse edifício, é a prefeitura que é a responsável por mais uma demolição (que ocorrerá em breve, infelizmente) !!! Embarassado
Registrado
lusmith
Novato
*

Karma: 0
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 38


lunassau@hotmail.com
Ver Perfil WWW Email
« Responder #3 : 02/Março/2009, 07:10:27 pm »

Minha opinião!
Fico com pena dessas pobres pessoas, que não tem boas condições financeiras!
A prefeitura é tão idiota, que nem está aí para as pessoas, nem se importa com as diversas familias, que estão sendo despachadas para a rua, crueldade!
Por que ao invez de fazer essas "demolições desses prédios", eles não restauram esses prédios, para as pessoas morarem?
O centro, como é uma região de fácil acesso a todos, deveria ter mais moradias (prédios residencias, para pessoas comuns morarem)!
Antes, nos anos 70, tinha muitas pessoas que moravam no centro, porém com o passar dos anos, estas pessoas passaram a se mudar para as periferias, e com isso foi aumentando o número de favelas, cortiços e afins.
E o pior quea qualidade de vida dessas pessoas foi diminuindo, só para fazer um trajeto ao centro de ônibus, se gasta em média mais de 2 horas! Um absurdo!
Então fica aqui minha dica, moradia no centro para todos é a melhor solução  Grin
Registrado
Gabriel
Administrator
Membro
*****

Karma: 0
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 120


Secretário-Geral

rostey@ig.com.br
Ver Perfil Email
« Responder #4 : 05/Março/2009, 08:11:11 am »

Bom, eu sou totalmente favorável à demolição dos edifícios São Vito e Mercúrio, por várias razões. Acho que se tornaram símbolos (como o Minhocão) do caos urbano paulistano, além de terem sido construídos numa área em que nunca isso poderia ter sido permitido, justo entre o Mercado Municipal e o Palácio da Indústrais. São as únicas construções verticais daquela área, destoam completamente. Eu até gosto da arquitetura do São Vito, mas acho que o ônus é maior que o bônus.

Enfim, também sou super crítico à "política de preservação do patrimônio" da Prefeitura (coloquei entre aspas porque ela simplesmente não existe), mas, neste caso, acho que é uma boa iniciativa para a requalificação do Parque Dom Pedro II.
Registrado
neidedickinson
Membro Júnior
**

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 65


Ver Perfil Email
« Responder #5 : 09/Março/2009, 07:25:05 pm »

Eu tenho uma visão mais " radical " a respeito desse tipo de medida adotada pela atual administração ( me refiro ao governo do Kassab mesmo) . Não gosto dele, nem da administração dele ! O " prefeito" toma suas decisões sem ouvir a opinião de ninguém !!! Prefere ceder à pressão dos "poderosos" ( os lobistas, que na realidade são os donos de praticamente todos os terrenos existentes por aqui !!! ) . Tenho uma visão be radical sobre isso ...
No caso desses prédios, eu acho que um boa reforma ( transformando-os em prédios mais bonitos) seria o suficiente. !!! Melhor recuperar do que demolir ...
É verdade que muita coisa foi feita sem planejamento por aqui. São Paulo não estava preparada , estruturalmente, para receber o chamado " progresso" que a crescente industrialização traria ... Muitas dessas construções emergenciais foram feitas durante a gestão do Paulo Maluf como governador . E as consequências disso, sentimos até hoje !
Eu também concordo que o Minhocão é muito feio ( e infelizmente  faz parte do visual da São Paulo industrializada), e talvez seria bom para a cidade se livrar dele, mas eu acho que a prefeitura deveria estudar a fundo a melhor maneira de fazer isso, sem transformar o trânsito da região em um caos pior ainda do que já é. E enquanto isso eu acho que a prefeitura deveria cuidar melhor do patrimônio da cidade, que vem caindo aos pedaços !!! O que o pessoal do governo deve pensar ao saber que um edifício histórico está em ruinas??? Devem pensar : " Já que está velho, deixe-o cair ! Quem sabe o terreno agora se valoriza e algum belo edifício ultra-moderno pode ser construído no local Hein "

Pois é ... Deveriam começar por, quem sabe reestruturar o Condephaat Hein Grin
Registrado
JTelles
Novato
*

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 10


Ver Perfil
« Responder #6 : 14/Abril/2009, 07:23:31 am »

Sinceramente sou favorável à demolição dos edifícios Mercúrio e São Vito, pq como já foi bem lembrado eles se tornaram o símbolo da invasão imobiliária e da degradação do centro, além de suas reformas serem altamente caras e é inviável tê-los como residências populares - seria impossível manter um elevador funcionando em um prédio com essas pessoas morando ali, quem já entrou em um conjunto habitacional sabe como tudo é destruído.
Suas arquiteturas tem nada de belo e histórico, não merecem ser preservados, ao contrário destes casarões que estão por um fio.
Registrado
Gabriel
Administrator
Membro
*****

Karma: 0
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 120


Secretário-Geral

rostey@ig.com.br
Ver Perfil Email
« Responder #7 : 20/Abril/2009, 04:57:25 pm »

Eu tenho uma visão mais " radical " a respeito desse tipo de medida adotada pela atual administração ( me refiro ao governo do Kassab mesmo) . Não gosto dele, nem da administração dele ! O " prefeito" toma suas decisões sem ouvir a opinião de ninguém !!! Prefere ceder à pressão dos "poderosos" ( os lobistas, que na realidade são os donos de praticamente todos os terrenos existentes por aqui !!! ) . Tenho uma visão be radical sobre isso ...
No caso desses prédios, eu acho que um boa reforma ( transformando-os em prédios mais bonitos) seria o suficiente. !!! Melhor recuperar do que demolir ...
É verdade que muita coisa foi feita sem planejamento por aqui. São Paulo não estava preparada , estruturalmente, para receber o chamado " progresso" que a crescente industrialização traria ... Muitas dessas construções emergenciais foram feitas durante a gestão do Paulo Maluf como governador . E as consequências disso, sentimos até hoje !
Eu também concordo que o Minhocão é muito feio ( e infelizmente  faz parte do visual da São Paulo industrializada), e talvez seria bom para a cidade se livrar dele, mas eu acho que a prefeitura deveria estudar a fundo a melhor maneira de fazer isso, sem transformar o trânsito da região em um caos pior ainda do que já é. E enquanto isso eu acho que a prefeitura deveria cuidar melhor do patrimônio da cidade, que vem caindo aos pedaços !!! O que o pessoal do governo deve pensar ao saber que um edifício histórico está em ruinas??? Devem pensar : " Já que está velho, deixe-o cair ! Quem sabe o terreno agora se valoriza e algum belo edifício ultra-moderno pode ser construído no local Hein "

Pois é ... Deveriam começar por, quem sabe reestruturar o Condephaat Hein Grin


Bom, discordo de alguns pontos... mas só pra esclarecer, o Condephaat é o órgão do patrimônio em esfera estadual; na alçada municipal, é o Conpresp, bem como na federal é o IPHAN Wink
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!