PreservaSP
25/Junho/2019, 02:45:18 am *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: História viva aprova ação social  (Lida 1508 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Tatiane Cornetti
Administrator
Membro Master
*****

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 646


Ver Perfil Email
« : 06/Junho/2009, 02:40:50 pm »

História viva aprova ação social

Vivian Costa
Do Diário do Grande ABC

Rio Grande da Serra receberá amanhã a quarta edição do Diário do Grande ABC nos Bairros, e uma das mais antigas moradoras, a advogada e historiadora do município Gisela Leonor Saar, 77 anos, comemora a ampliação do conhecimento e os serviços que a população receberá nesta ação social.

Ela conhece mais de um século de história de sua localidade, pois sua família chegou à região em 1898, muito tempo antes da cidade ser fundada (1964). Por experiência, afirma que o crescimento só é possível com educação e inclusão social . "Temos de preservar a cidade, divulgar nossa história. Essas ações aproximam as pessoas, ajudam a formar nossa identidade", explica.

Gisela vive recebendo em sua casa quem se interessa pela história da cidade. "Tenho fotos antigas, livros, tudo relacionado a Rio Grande da Serra. É um prazer propagar a história da minha cidade. Algumas vezes tenho de marcar hora para atender quem quer saber um pouco mais", comenta. "Muitas pessoas não sabem um terço do passado de Rio Grande. Mas confesso que comecei a guardar fotos, recortes e buscar a história quando quiseram demolir a capela Santa Cruz simplesmente para ganhar 80 metros de área para construir a igreja matriz", completa.

Segundo ela, assim que ficou sabendo da demolição correu para pedir ajuda. "Acionei tudo o que pude. Foram 25 anos de luta para restaurá-la. Mas consegui, e hoje ela é um dos pontos turísticos da cidade. Nem tanto pela sua beleza, mas pelo seu significado histórico. Mas para isso, tive de estudar, procurar registros que comprovavam a sua construção em 1816. Vasculhei várias bibliotecas e até os documentos da minha família para levar ao Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico)", conta.

Para Gisela, a atividade turística é ainda pouco aproveitada e incentivada na região, que no fim do Século 16 e começo do Século 17 serviu como ponto de parada para o descanso e pernoite de tropeiros que traziam do Litoral os produtos vindos de Portugal. "Assim que demoliram a igreja comecei a fazer um livro sobre a história de Rio Grande. Hoje tenho um esboço, mas preciso terminá-lo. E logo", afirma.

A pedreira (local usado para a prática de esportes radicais) e a Represa Billings (fonte de água para a região) são alguns dos pontos mais bonitos e prósperos para o turismo, na opinião da historiadora. "Muitos não sabem, mas o primeiro bairro da cidade é onde está a pedreira", diz.

EMEI - Gisela comemora que o Diário do Grande ABC nos Bairros irá acontecer na Emei (Escola Municipal de Ensino Infantil) Professora Rachel Silveira Monteiro, mais conhecida como Emei Central (Rua José Maria de Figueiredo, 435, das 9h às 16h). "Esta Emei leva o nome de uma grande professora que deu aula na escola mista da cidade em 1909, mas muitos nem sabem", finaliza.



Publicado no site: Diário do Grande ABC (29/05/2009)
http://www.dgabc.com.br/canais/dgabc_nos_bairros/2009/?pagina=noticia&id=36
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!