PreservaSP
15/Outubro/2019, 06:52:32 pm *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Metrópoles vivem dilema entre crescer e preservar patrimônio  (Lida 1607 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Tatiane Cornetti
Administrator
Membro Master
*****

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 646


Ver Perfil Email
« : 03/Janeiro/2010, 11:14:08 am »

Metrópoles vivem dilema entre crescer e preservar patrimônio
Ministério Público quer embargar uma obra um terreno milionário de São Paulo, por ter um sítio arqueológico.

É um dilema das grandes cidades: como crescer ordenadamente, com planejamento e criar soluções que não destruam o passado, nem ameacem o futuro?


Um caso em São Paulo se tornou emblemático. O Ministério Público quer embargar uma obra num terreno milionário. Diz que um sítio arqueológico, do tempo dos bandeirantes, pode estar ameaçado. Esse sítio está bem no meio de uma zona muito valorizada, onde há bancos de investimentos, empresas de tecnologia e empreendimentos milionários.

A Casa Bandeirista fica na esquina da Avenida Faria Lima, um dos pontos mais valorizados da cidade. A casa é um testemunho de como viviam os bandeirantes e é tombada pelo Patrimônio Histórico. Mas o terreno é particular e foi vendido. No local, está sendo construído um shopping gigantesco.

A obra foi paralisada pela Justiça, a pedido do Ministério Público, que quer mais informações sobre o sítio arqueológico que existiria no local. A empresa que constrói o shopping continua trabalhando, porque disse que não recebeu a liminar na Justiça. Promete reformar a Casa Bandeirista, que está praticamente em ruínas.

São Paulo vive um dilema que não é muito diferente de outras cidades brasileiras. Como preservar a memória quando faltam dinheiro, interesse e até informações.

O arquiteto e urbanista Paulo de Mello Bastos comenta a situação: “São Paulo ainda tem um patrimônio histórico e arqueológico, que precisa ser preservado. É difícil manter o patrimônio nas cidades brasileiras por muitos motivos. Um elemento é que a identificação dos bens culturais não é feita em sua totalidade, portanto não é referência para o desenvolvimento urbano. É preciso saber o que se quer preservar”.



Publicado no G1
http://g1.globo.com/bomdiabrasil/0,,MUL1108938-16020,00-METROPOLES+VIVEM+DILEMA+ENTRE+CRESCER+E+PRESERVAR+PATRIMONIO.html
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!