PreservaSP
15/Setembro/2019, 11:10:55 am *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Folha de S.Paulo - Ranking de doação a partidos é liderado por construtoras  (Lida 2065 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Gabriel
Administrator
Membro
*****

Karma: 0
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 120


Secretário-Geral

rostey@ig.com.br
Ver Perfil Email
« : 04/Maio/2010, 05:30:23 pm »

São Paulo, terça-feira, 04 de maio de 2010
Ranking de doação a partidos é liderado por construtoras [/B]
Empreiteiras repassaram 68% de tudo o que PT, PSDB, DEM e PMDB receberam em 2009

As principais financiadoras têm ou tiveram contratos milionários com governos; o PT foi a legenda que mais arrecadou -R$ 44,9 milhões


DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

As empreiteiras foram as principais financiadoras dos grandes partidos políticos em 2009, sendo responsáveis por 68% das doações recebidas por PT, PSDB, DEM e PMDB.
Quatro dessas construtoras doaram 39% de tudo o que essas siglas receberam de doações no ano passado.
Segundo as prestações de contas dos partidos entregues ao Tribunal Superior Eleitoral, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, Carioca Christiani Nielsen e JM Terraplanagem transferiram para as principais siglas R$ 6,2 milhões.
Todas essas empreiteiras -o ramo é, ao lado dos bancos, o mais tradicional financiador de partidos- possuem ou possuíram contratos milionários com o governo federal ou com os principais governos estaduais.
Os papéis entregues ao TSE mostram que, somando as doações com o fundo partidário, dinheiro público que é rateado entre as legendas, PMDB, PT, PSDB e DEM tiveram receita de R$ 123 milhões em 2009, queda de 53% ante 2008.
O recuo já era esperado, já que no ano anterior houve eleições municipais, período em que o caixa dos partidos sofre expressiva engorda. Se comparado a 2007, quando não houve eleição, a receita dos partidos ficou praticamente estável.
O PT, que governa o país desde 2003, foi o campeão de arrecadação em 2009, o que vem se verificando nos últimos anos. A receita declarada foi de R$ 44,9 milhões -pôde, assim, fechar as contas no azul em R$ 7 milhões, embora continue com dívida de cerca de R$ 24 milhões.
Os maiores financiadores do PT foram a Andrade Gutierrez (R$ 2,5 milhões), a Suzano Papel e Celulose (R$ 2,5 milhões) e a Carioca Christiani Nielsen Engenharia (R$ 1,2 milhão).
Todas tinham contrato com o governo em 2009, sendo que quem mais recebeu foi a Carioca, segundo o Portal da Transparência (R$ 182,7 milhões).
A Andrade Gutierrez, que recebeu R$ 108 milhões, segundo o portal, havia liderado o ranking de doadores do PT nos últimos três anos. Também foi a principal financiadora de tucanos em 2007 e 2008.
O PSDB teve receita de R$ 28,9 milhões. Seu maior financiador foi a Queiroz Galvão (R$ 2,2 milhões). A empresa participou de grandes obras nos governos tucanos de MG e SP, como a nova cidade administrativa mineira e o Rodoanel.
O DEM teve receita de R$ 21,2 milhões -R$ 952 mil vieram de doações de empreiteiras. Todas as construtoras atuam em Brasília e receberam juntas R$ 267 milhões do governo de José Roberto Arruda (sem partido), acusado de ser o chefe do mensalão do DEM.
A Antares e a Artec, citadas no inquérito do mensalão do DEM, doaram R$ 425 mil, ou 44% do recebido pelo partido. Conforme a Folha revelou, a Polícia Federal apreendeu na Operação Caixa de Pandora os recibos dessas doações no armário de um dos investigados.
A sigla e as empresas negaram ter entregue o papel a Domingos Lamoglia, ex-chefe de gabinete de Arruda. A PF apura por que o papel estava no local.
A campeã de doações ao DEM foi a JM Terraplanagem, com R$ 287 mil. Depois da doação, a construtora recebeu R$ 23 milhões, de um total de R$ 60 milhões em contratos.
O PMDB (receita de R$ 28,4 milhões) recebeu uma doação: R$ 300 mil da TNL Contax. O PV (receita de R$ 7,4 milhões) declarou não ter recebido doações. (RANIER BRAGON, LUCAS FERRAZ, FELIPE SELIGMAN E FILIPE COUTINHO)

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc0405201002.htm
« Última modificação: 05/Maio/2010, 12:01:31 pm por Tatiane Cornetti » Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!