PreservaSP
17/Setembro/2019, 01:25:48 am *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Martinelli reabre visitação após dois anos de reforma  (Lida 2369 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Tatiane Cornetti
Administrator
Membro Master
*****

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 646


Ver Perfil Email
« : 24/Julho/2010, 07:14:55 pm »

Martinelli reabre visitação após dois anos de reforma

VANESSA CORREA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Rodrigo Capote/Folhapress

Casarão que foi construído no topo do edifício Martinelli, na avenida São João, 35, com o prédio Altino Arantes ao fundo

Igreja de São Bento, edifício Altino Arantes, catedral da Sé, viaduto Santa Ifigênia, Vale do Anhangabaú.
A visão destes e de outros marcos do centro de São Paulo dão charme extra ao passeio na cobertura do primeiro arranha-céu da cidade, o edifício Martinelli, que reabre na próxima segunda-feira para visitação depois de dois anos e meio em obras.
O palacete que fica no topo foi restaurado e agora abriga a Secretaria de Controle Urbano. Ele foi construído por Giuseppe Martinelli para ser sua casa. O imigrante italiano queria provar que seu prédio de 30 andares era seguro, apesar dos 130 m de altura -na inauguração, em 1929, a maioria dos edifícios não passava dos cinco andares.
O restauro do prédio, tombado pelo patrimônio histórico, foi feito pelo condomínio do edifício, que abriga órgãos da prefeitura, sindicato dos bancários, Caixa Econômica e lojas no térreo. Os condôminos ratearam os custos, que não foram divulgados.
No que seria o "quintal" da casa do comendador, o piso teve que ser todo substituído, por causa do desgaste. Ladrilhos hidráulicos idênticos foram feitos pela empresa que fabricou os originais.
"Já tínhamos a fôrma, foi só acertar a cor", explica Amílton Ruocco Júnior, neto do fundador da Ladrilar.
Outro detalhe da restauração foi a argamassa que reveste o palácio, a mesma do corpo do prédio. Como no projeto original, a cor rosada foi obtida não com pintura, mas pela mistura de pigmentos, areia e pó-de-mica, uma rocha cintilante.

EDIFÍCIO MARTINELLI
ONDE rua São João, 35, tel. 0/xx/  11/3104-2477  11/3104-2477 
QUANDO visitas agendadas
QUANTO grátis




Publicado na Folha S.Paulo (24/07/2010)
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2407201021.htm
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!