PreservaSP
15/Setembro/2019, 11:41:59 am *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: A Audiência Pública na Assembléia Legislativa foi um sucesso  (Lida 2654 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Jorge
Administrator
Membro
*****

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 121


Ver Perfil WWW
« : 19/Março/2011, 03:52:37 am »

Do site do Deputado Giannazi: http://www.carlosgiannazi.com.br/noticias/itaim-bibi240211.htm


Mandato organiza audiência pública pela manutenção de escolas e posto de saúde

Ato reforça luta pela preservação, no Itaim Bibi, do ‘quarteirão da vida’

24 de fevereiro de 2011


À mesa a atriz Eva Wilma, ao lado de Giannazi, ouve o deputado na defesa do patrimônio público do Itaim Bibi

Realizada na noite do dia 24 de fevereiro na Assembleia Legislativa, a audiência pública solicitada pelo professor e deputado Carlos Giannazi deu uma contribuição significativa ao movimento pela preservação de 8 equipamentos públicos no bairro, alvos de especulação imobiliária promovida pelo prefeito Kassab. Entre os presentes estavam os promotores públicos Valter Foleto Santin e Washington Luís de Assis; a atriz e moradora do bairro, Eva Wilma; o presidente da Associação de Defesa do Patrimônio Histórico, Arquitetônico, Cultural e Paisagístico da Cidade de São Paulo (PRESERVASP), Jorge Eduardo Rubies; o presidente da Associação Grupo Memórias do Itaim Bibi (AGMIB), prof. Helcias Bernardo de Pádua; a prof.ª Myriam Arantes Barcellos, do Movimento Defenda São Paulo, além do parlamentar e moradores.

Giannazi lembrou aos participantes que além de ter acionado o Ministério Público, feito reuniões com os moradores do Itaim e pronunciamentos frequentes na tribuna da ALESP, já requereu à Comissão de Educação (onde é membro titular) a presença do prefeito para explicar essa ameaça ao funcionamento de escolas públicas, postos de saúde, teatro, biblioteca, área verde e até uma unidade da APAE. A prefeitura alega que venderá essa área para construir 200 creches na periferia, numa espécie de permuta com a iniciativa privada, mas é consenso que essa ‘troca’ atende somente aos interesses das empreiteiras e do mercado imobiliário.

Os promotores foram afirmativos na questão do mérito tanto da reunião quanto da iniciativa popular em combater a destruição do espaço e do patrimônio público, no caso um terreno de 20 mil m² que, por meio das já citadas instalações lá existentes, é conhecido pela população que mora e que usufrui dele como ‘quarteirão da vida’. Moradora do bairro, Eva Wilma apelou ao bom senso, pedindo inclusive mais benfeitorias ao espaço e destacou a utilidade pública do quarteirão.

O deputado, contudo, reforça a necessidade de que o poder público encontre formas adequadas ao interesse do cidadão para resolver o grave problema da falta de vagas em creche na cidade de São Paulo. “Há terrenos públicos ‘emprestados’ para fins particulares na cidade. Não há necessidade alguma de se vender áreas urbanas públicas e funcionais para se construir creche, sem contar que é um crime o ente público fechar escolas”, disse Giannazi, que enfatizou o atual excesso de arrecadação dos cofres públicos municipais e o convênio firmado de R$ 80 milhões de repasse, pelo estado, para a construção de creches na capital.
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!