PreservaSP
21/Novembro/2017, 03:19:50 *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registe-se.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias:


Abaixo-assinado pela criação do Parque de Pinheiros, o 1o. do bairro! Assine e divulgue!


 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Login Registre-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Imagem do século 17 é furtada de capela em São Roque, SP  (Lida 1656 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Tatiane Cornetti
Administrator
Membro Master
*****

Karma: 0
Offline Offline

Mensagens: 646


Ver Perfil Email
« : 18/Março/2012, 04:53:06 »

Imagem do século 17 é furtada de capela em São Roque, SP

Uma imagem de Nossa Senhora do Carmo foi furtada de uma capela da comunidade Quilombola em São Roque, a cerca de 60 km de São Paulo, na noite dessa terça-feira, 13. A estátua foi fabricada no século 17. A capela fica no bairro do Carmo, em rua que tem o mesmo nome da santa.

De acordo com a Polícia Militar, ainda não há suspeitos e não se sabe como a imagem foi furtada. No entanto a janela da capela foi encontrada aberta e a porta dos fundos tinha a fechadura estourada. O furto foi descoberto na manhã desta quarta-feira, quando o local começou a receber fiéis.

A antropóloga e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Rebeca Campos, trabalha na comunidade e foi uma das responsáveis por denunciar o furto, caracterizado como crime federal por se tratar de um patrimônio histórico cultural tombado. Em contato com o Terra, Rebeca explicou a importância que a santa tem para a comunidade.

"Além do valor histórico, remete à memória local e à origem da comunidade. É como se fosse a mãe, a base e a estrutura de tudo", afirmou a antropóloga, que trabalha há 5 anos na comunidade.

Rebeca acredita que o crime não tenha sido praticado por um colecionador e nem mesmo por um "ladrão comum". "Eles não descartaram essas possibilidades, mas se outras obras dentro da comunidade fossem roubadas poderia ter sido um colecionador. E se o cofre fosse roubado poderia ser um ladrão comum, mas o cofre estava intacto", disse.

Há anos, a comunidade Quilombola era proprietária de muitas terras na região de São Roque, mas com o passar do tempo foi perdendo essas posses por diversos motivos. Porém, atualmente, reivindica na Justiça esses bens e, segundo a pesquisadora da USP, tem grandes chances de retomar boa parte deles.



Publicado no Terra (14/03/2012)
http://noticias.terra.com.br/vcreporter/noticias/0,,OI5664844-EI11491,00.html
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.4 | SMF © 2006, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!